Gestão de Negócios

Saiba o que é o giro de estoque e aprenda a calculá-lo

É comum encontrarmos empreendedores que sabem muito sobre como vender seus produtos, mas não conseguem administrar bem o seu estoque ou não dão muito valor a esse setor.

Urba
Postado em 14/04/2020 - Atualizado em 18 de maio de 2020

É comum encontrarmos empreendedores que sabem muito sobre como vender seus produtos, mas não conseguem administrar bem o seu estoque ou não dão muito valor a esse setor. Porém, o controle de estoque é tão importante quanto saber vender ou atender os clientes. 

O giro de estoque é um dos indicadores utilizados para um melhor controle da quantidade de produtos armazenados. Ao utilizá-lo, os lojistas conseguem entender melhor a rotatividade dos produtos e, assim, realizar ações benéficas para a saúde financeira da empresa.

Neste artigo veremos o que é o giro de estoque, qual sua importância para o bom funcionamento de uma empresa e como calculá-lo. Ao final, listamos algumas dicas para otimizar esse indicador na sua empresa. 

O que é o giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador que mostra como está a rotatividade do estoque. Por meio dele é possível saber se há um bom fluxo de entrada e saída de mercadorias ou se esse fluxo está estagnado. 

O controle de estoque é parte fundamental de uma empresa, seja ela grande ou pequena. Uma boa gestão proporciona uma rotatividade adequada dos produtos, sem que eles faltem para o consumidor. Para que essa gestão funcione corretamente, é importante saber calcular o giro de estoque e compreender a importância desse número.

Para que serve o giro de estoque?

O indicador é essencial para analisar a saúde financeira do estoque do seu estabelecimento. Muitas empresas não dão a devida importância a ele, o que leva a dois grandes erros:

  • ter pouco produto, fazendo com que falte mercadoria para os clientes comprarem;
  • ter muito produto, o que leva à perda de itens por conta da validade, sazonalidade e outros fatores de encalhe, gerando prejuízo.

Ter um estoque equilibrado é a meta a ser alcançada. Assim, os clientes ficarão satisfeitos por encontrarem o que precisam e a empresa não registrará prejuízo, por não perder mercadoria. Em ambos os casos, a saúde financeira do negócio só tende a melhorar. 

Mas, então, como saber se o estoque está com uma boa rotatividade de produtos? A resposta é compreender qual é a rotatividade das mercadorias.

Com calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque é bem simples. Ele leva em conta poucas variáveis e usa uma fórmula fácil de ser aplicada. Porém, antes de fazer o cálculo é preciso avaliar qual é o período de tempo considerado.

Isso porque, basicamente, esse indicador calcula quantas vezes em determinado período de tempo o seu estoque foi renovado, ou seja, “girou”. Você pode considerar uma semana, um mês, um semestre, um ano ou qualquer outro período que faça sentido para o seu negócio. 

Digamos que você está considerando um mês. Nesse período é preciso saber qual foi o número total de produtos vendidos e o volume médio do seu estoque. Com esses números em mãos, utilize a seguinte fórmula:

giro de estoque (GE)= total de vendas / volume médio do estoque

Por exemplo, vamos supor que no período de um mês, você vendeu 1000 produtos da mercadoria X e o seu volume médio no estoque é de 500 produtos. Ao aplicar esses números na fórmula, temos o seguinte resultado:

GE = 1000 / 500

GE = 2 giros por mês

Esse resultado significa que o seu estoque se renovou duas vezes no mês. Com base nesse valor, você conseguirá calcular em quais períodos o seu estoque teve mais ou menos giros e, assim, criar estratégias para que o giro sempre se mantenha alto. 

Como otimizar o giro de estoque da empresa?

Sabendo como se calcula o giro de estoque, é hora de descobrirmos como fazer esse número aumentar. A seguir, confira dicas de como otimizar a rotatividade das mercadorias do seu estabelecimento. Com isso, você terá um faturamento maior e menor perda de produtos.

Trabalhe com o mínimo de estoque possível

Saber o número certo de cada produto que deve ser mantido no estoque é uma tarefa que leva alguns meses quando o negócio está iniciando. Mas quando se tem um negócio já em funcionamento, é possível descobrir esse número ao analisar as vendas. 

Com base no número de vendas por período, considere o quanto de cada produto é preciso manter estocado e de quanto em quanto tempo é necessário repor as mercadorias. Ao obter um número mínimo de produtos no estoque, o lojista economiza e ainda deixa os clientes satisfeitos.

Organize seu estoque

Manter o estoque organizado proporciona menos prejuízo com desperdício de produtos e mais agilidade na hora de fazer um inventário e encontrar os itens. Organizar o estoque significa definir o lugar de cada produto de forma a ficar mais simples de encontrá-lo e também garantir que esses itens estejam de fácil acesso.

Dessa forma, fica mais fácil de aplicar as outras dicas e mais simples de aumentar o giro de estoque. Então, olhe para o seu estoque e analise se ele está bem organizado, se é fácil de encontrar os itens e se eles estão bem armazenados. Caso esteja um pouco bagunçado, organize-o.

Aumente a rotatividade dos produtos

Se você observar que o seu estoque está com pouco giro, é preciso aumentar a rotatividade dos produtos. É normal que em meses de baixa o indicador diminua, mas para manter um bom faturamento você pode investir em promoções, por exemplo.

Assim, selecione os produtos que estão parados há mais tempo e coloque-os em promoção. Dessa forma, você faz o estoque se renovar, evita perda de produtos e aumenta o faturamento.

Considere as datas especiais 

Em datas especiais, como o Natal, Dia das Mães e Páscoa, as pessoas tendem a comprar mais, principalmente se você tem um mercado ou um empreendimento na área alimentícia. Isso porque as famílias costumam organizar almoços, jantares, comprar presentes e outros itens. 

Nesses períodos as vendas tendem a aumentar nos estabelecimentos que vendem esses tipos de produtos, então é preciso estar preparado e aproveitar o aumento das vendas. Isso é feito ao deixar o estoque abastecido com os produtos que terão maior saída nessas datas.

Uma ótima forma de saber quais são os produtos e datas comemorativas que elevam o faturamento do seu negócio e, consequentemente, a maior demanda do estoque, é monitorar o giro do estoque. 

Se você monitorar o giro durante um ano inteiro, no próximo saberá quais os meses em que é mais provável ter aumento na demanda de produtos. Assim, você se prepara antecipadamente e não perde nenhuma venda por falta de produto.

Utilize um sistema para um melhor controle do estoque

Utilizar um sistema informatizado é mais eficiente para controlar o número de produtos armazenados e saber com exatidão quais são os itens que tem maior demanda, quais tem menor e, assim, montar o estoque de acordo com a saída de cada produto. 

Além disso, se o sistema de controle de estoque é ligado ao sistema de vendas, você não precisa mais dar baixa de produtos manualmente. A cada venda, o próprio sistema dará baixa dos produtos. 

Por meio dos dados desse sistema, você controla todo o estoque e calcula o seu giro. Além do mais, não precisará gastar com papéis para as planilhas.

Neste conteúdo você aprendeu que giro de estoque é um indicador muito importante para os lojistas que querem ter um bom controle dos produtos armazenados e, assim, evitar as perdas e ter tudo o que o cliente precisa.

E, como pudemos ver, seu cálculo é muito simples, só é preciso conhecer os valores de vendas e de volume do estoque em determinado período.

Gostou dessas dicas? Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail mais informações sobre o universo do empreendedorismo.

Posts Relacionados

Confira 7 dicas de como criar uma fachada de loja atraente

Urba
12/05/2020
leia agora

7 dicas para fazer um planejamento financeiro empresarial e alcançar o sucesso!

Urba
12/11/2019
leia agora

Saiba o que é, para que serve e como calcular o fluxo de caixa descontado

Urba
07/10/2019
leia agora
Feirão Online Urba

Feirão Online

ChatWhatsapp
Whatsapp